Menu

Pará, Amapá e Tocantins conhecem o Conecta SUS

18 ago 2016 | Notícias

Uma comitiva, formada pelos secretários de saúde dos Estados do Pará, Amapá e Tocantins, visitou, no fim da manhã dessa quinta-feira, 18 de agosto, o Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde – Conecta SUS Zilda Arns Neumann.

Antes da visita ao Conecta SUS, Vitor Manuel Mateus, secretário do Pará, Renilda Costa,  do Amapá e Marcos Musafir, do Tocantins, se reuniram com o secretário Leonardo Vilela. Os superintendentes da SES também participaram da reunião, que tratou da gestão compartilhada com as organizações sociais.
Os secretários visitantes esclareceram dúvidas sobre o chamamento, o contrato de gestão, a transição para esse modelo de gestão, a fiscalização, a comunicação com a sociedade e, principalmente, a reação da população. O programa Goiás Contra o Aedes também repercutiu entre os secretários, que consideraram a iniciativa inovadora, devido à mobilização de diversos segmentos sociais e governamentais e pelo baixíssimo uso de inseticidas e larvicidas.

A visita ao Conecta SUS começou com uma vídeo conferência, na qual o secretário Leonardo Vilela conversou ao vivo com um servidor da Regional São Luíz. Eles trataram das vantagens da plataforma, que permite um trabalho integrado, cooperativo e sem a necessidade de deslocamentos, o que proporciona mais segurança e rapidez. O acompanhamento de 182 indicadores de saúde, em todos os municípios, em tempo real e com informações atualizadas, chamou a atenção dos visitantes, bem como as informações sobre obras, contratos e equipamentos.

Os secretários do Pará, do Amapá e do Tocantins souberam da gestão por organizações sociais e do Conecta SUS durante reunião do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), em apresentação de Leonardo Vilela.

Marcos Musafir, do Estado do Tocantins, se declarou encantado com o Conecta SUS e adiantou que pretende copiar a ideia. “Queremos ajudar o Tocantins a alcançar esse nível de qualidade, controle, monitoramento e regulação”, diz.

Renilda Costa, do Estado do Amapá, se disse motivada com o que viu. “Saio com a perspectiva de que é possível melhorar a saúde usando o que se tem. A experiência de vocês no Aedes é excepcional e nós vamos usar essas referências para realizar nosso trabalho no Amapá. O que é bom a gente tem que copiar e colocar em prática. Eu só tenho que agradecer e dar os parabéns”, avalia.

Vítor Manuel Mateus, do Estado do Pará, também ficou surpreso com o Conecta SUS, que permite ao gestor atuar estrategicamente, e disse acreditar que se trata de algo único do Brasil. Assim como os demais, ele também pretende copiar o modelo em seu Estado.

Outro objetivo do secretário Vítor Mateus foi conhecer melhor o monitoramento dos contratos de gestão com as organizações sociais.  O Pará implantou o modelo há dez anos e agora pretende aprimorar o monitoramento dos custos, metas e serviços prestados. “O modelo é exitoso e desafiador, dentro do papel que cabe ao Estado, que é o de agente fiscalizador”, ressalta.

Conecta SUS

Foi inaugurado em dezembro de 2014 e, desde então, monitora todas as informações em Saúde do Estado e, com isso, subsidia técnicos na coordenação de atividades, ações e políticas da SES. Estão, entre outras informações, dados sobre pré-natal, parto cesáreo, taxa de mortalidade infantil, boletins epidemiológicos e números da força-tarefa Goiás Contra o Aedes. Salas de notícias e gerenciamento de crises também integram o espaço.


Técnicos do Ceará visitam Conecta SUS

17 agosto, 2016