Menu

Goiás contra o Aedes será tema de palestra no Ceará

24 mar 2017 | Notícias

Experiência de Goiás será referência para criação de um plano de ação para combate ao Aedes aegypti no Ceará

O secretário de Estado da Saúde de Goiás, Leonardo Vilela, foi convidado para ministrar palestra em Fortaleza, no Ceará, em um evento sobre combate ao Aedes aegypti. No seminário “Chikungunya – Conhecer para prevenir e combater: Experiências e atitudes no enfrentamento ao Aedes Aegypti”, Vilela vai falar das ações e resultados da força-tarefa Goiás contra o Aedes. O seminário, realizado pela Frente Parlamentar de Combate ao Aedes Aegypti, acontece na próxima segunda-feira (27 de abril), na Assembleia Legislativa, e contará com representantes do Ceará, Goiás, Bahia e Rio de Janeiro.

Em sua apresentação, o secretário Leonardo Vilela vai explicar como o acompanhamento de indicadores de saúde realizado pelo Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde – Conecta SUS Zilda Arns Neumann tem sido primordial para a gestão, a experiência da operação Goiás contra o Aedes e, mais especificamente, como foi feito o monitoramento em tempo real das visitas aos imóveis na força-tarefa.

Nesta terça-feira (21/03), o deputado estadual pelo Ceará, Carlos Matos, presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Aedes aegypti do Estado – responsável pela organização do seminário – esteve em Goiás para conhecer o Conecta SUS e os principais avanços alcançados pela Saúde de Goiás. Na ocasião, Matos disse que “o êxito da ação (Goiás contra o Aedes) derruba o mito de que a questão é técnica e de que é impossível visitar todas as casas. Na verdade, a questão é de gestão e há a possibilidade de visitar todos os imóveis”.

Oficina
Além do secretário Leonardo Vilela, o coordenador geral de Vigilância e Controle Ambiental da SES-GO, Marcello Rosa, também foi convidado para ir a Fortaleza. Sua participação acontece na terça-feira (28/03) em uma oficina técnica que vai discutir um plano de ação para o combate ao Aedes aegypti no Ceará. Rosa vai detalhar questões técnicas e as ações diferenciadas e bem-sucedidas implementadas com a operação Goiás contra o Aedes. Além de Goiás, participam da oficina representantes do Ministério da Saúde e do Ceará.