Menu

Conecta SUS estuda lista de doenças que podem ser diagnosticadas e acompanhadas pela Atenção Primária

31 mar 2017 | Notícias

O Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde – Conecta SUS Zilda Arns Neumann iniciou um trabalho inédito que vai propor um estudo sobre a lista de internações por condições sensíveis à Atenção Primária em Goiás. Em 2008, o Ministério da Saúde publicou a Portaria 221, com a Lista Brasileira de Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária. A avaliação desta lista no Estado foi proposta pelo Conecta SUS, quando o Conselho Estadual de Saúde pediu para que a Superintendência de Políticas de Atenção Integral à Saúde (Spais) fizesse o acompanhamento do indicador.

Os técnicos do Conecta SUS vão se reunir com vários especialistas dos quadros da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), que são referência em suas áreas médicas, para conhecer quais são as doenças que a Atenção Primária tem condições de diagnosticar e acompanhar, com o objetivo de reduzir as complicações e, conseguinte, o número de internações hospitalares registradas no Sistema de Informações Hospitalares (SIH).

Nesta sexta-feira (31/03), o gerente do Conecta SUS, Jean Pierre Pereira, e seus coordenadores estiveram com o neurologista do Hospital Alberto Rassi – HGG, José Alvarenga. O objetivo foi avaliar a lista das doenças cerebrovasculares. Agravos pulmonares, insuficiências cardíacas, úlcera gastrointestinal fazem parte da portaria que contempla cerca de 500 enfermidades.

O coordenador Informação em Saúde do Conecta SUS, Alan Kardec de Lima Filho, explica que um dos papéis do Conecta SUS é colaborar com as áreas técnicas nas análises de dados e informações e, quando necessário, propor novas abordagens. Este trabalho, segundo ele, vai permitir uma avaliação da efetividade e resolutividade da Atenção Primária em Goiás, e até mesmo novas propostas de ações para prevenção e promoção de saúde.