Menu

Conecta SUS é ferramenta estratégica para a gestão do SUS, avaliam representantes da Fiocruz-DF

13 set 2016 | Notícias

“O Conecta SUS permite que o gestor e o trabalhador possam tomar decisões além da sua intuição. Eles tomam a decisão com base em evidências”. Foi assim que o coordenador adjunto do Programa de Mestrado Profissional em Políticas Públicas em Saúde da Fiocruz do Distrito Federal, Armando Martinho Bardou Raggio, definiu sua visão sobre o Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde – Conecta SUS Zilda Arns Neumann após sua segunda visita ao local.

Raggio e o colega, o assessor da Fiocruz-DF e representante da Residência Multiprofissional, Antônio Alves de Souza, estiveram no Centro da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) nesta terça-feira, 13 de setembro, e foram recepcionados pelo secretário Leonardo Vilela, pela superintendente de Educação em Saúde e Trabalho para o SUS (SEST-SUS), Irani Ribeiro, e pelos coordenadores do Conecta, Jean Pierre Pereira (geral) e Maria Inês Pinheiro Costa (técnica). A SES-GO e a Fiocruz-DF discutem parceria para oferta de cursos para os servidores da Saúde e também preparam um Encontro das Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública de Goiás.

O secretário da Saúde de Goiás, Leonardo Vilela, destacou que o Conecta SUS é um instrumento de planejamento e monitoramento muito eficiente para a gestão. “Hoje já são quase 200 indicadores acompanhados e temos um potencial ainda maior”, disse o secretário, destacando resultados positivos do trabalho do Conecta SUS, como na força-tarefa Goiás contra o Aedes, onde o sistema de georreferenciamento mostrava informações precisas e em tempo real das visitas nos imóveis.

Leonardo Vilela comentou que tem defendido no Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) a criação de centros de informações. “Cada secretaria de Estado tem sua expertise e à medida que outros conhecem e montam salas como o Conecta SUS podemos trocar nossas experiências”, ressaltou.

Segundo o coordenador da Fiocruz-DF, Armando Raggio, o Conecta SUS traz uma inversão em relação às informações em saúde. “No passado, a autoridade enviava seus dados para o Ministério da Saúde. Com o Conecta SUS, o dado passa a ser útil para o seu próprio produtor, ou seja, para o gestor e profissional da saúde do município, região ou Estado”, destacou Raggio, dizendo também que esta ferramenta, usada da forma correta, garante a otimização dos recursos da saúde pública e, assim, evita a utilização inadequada destes recursos.

Para o assessor da Fiocruz-DF, Antônio Alves de Souza, o SUS é uma das melhores políticas públicas após a Constituição de 1988, e a evolução da Tecnologia da Informação (TI) e da Comunicação verificada no Conecta é uma ferramenta estratégica para a gestão do SUS. “O Conecta SUS permite que os gestores e técnicos analisem os dados e apliquem a informação para a melhoria do atendimento ao povo. Vocês estão de parabéns! Espero que isto se dissemine para outros Estados”, finalizou o Antônio Alves.