Menu

Comitiva do Ministério da Saúde da Dinamarca tem impressão positiva do trabalho do Conecta SUS

09 fev 2017 | Notícias

Representantes do Ministério da Saúde da Dinamarca se impressionaram com a logística de alimentação e monitoramento de 213 indicadores de saúde pelo Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde – Conecta SUS Zilda Arns Neumann. Nesta quinta-feira (09/02), eles conheceram o projeto da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), que permite a concentração dessas informações estratégicas para a gestão do SUS por compilação, compartilhamento e análise dos indicadores de saúde, fomentando discussões internas e externas com os diversos parceiros e setores institucionais.

“Minha primeira impressão desse trabalho é muito positiva pela forma como as informações chegam até os gestores, que ficam aptos para tomar decisões precisas. E vimos também a utilização na prática dessa tecnologia para melhorar a saúde pública da população”, disse a conselheira na área da Saúde da Embaixada da Dinamarca, Brit Borum Madsen.

O sistema de saúde dinamarquês é essencialmente público e gratuito e todo cidadão residente no país tem acesso a ele. A Dinamarca foi considerada, em 2011, o país com menor índice de desigualdade social do mundo. O País europeu tem uma população estimada em mais de 5 milhões de habitantes.

Os técnicos dinamarqueses demonstraram grande interesse ao serem apresentados à força-tarefa “Goiás contra o Aedes”, que só no ano passado realizou mais de 15 milhões de visitas domiciliares, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar, para eliminar focos do mosquito Aedes aegypti. “Graças a esse trabalho conseguimos diminuir em 80% o número de casos de dengue, em comparação com janeiro de 2016 e 2017, e mais de 20% do índice de infestação do vetor no Estado”, disse o secretário de Estado da Saúde de Goiás, Leonardo Vilela.

A comitiva dinamarquesa estava acompanhada por técnicos do Ministério da Saúde brasileiro. Thiago Berteli, do departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas (DRAC), da Coordenação geral dos Sistemas de Informação do Ministério da Saúde, avalia que as reuniões da comitiva dinamarquesa, que também foram realizadas nas cidades de Manaus, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Maceió e agora, em Goiânia, permitem a identificação de diagnósticos para a melhoria dos processos de gestão. “É uma prioridade do Ministro da Saúde, Ricardo Barros, qualificar a informação e melhorar a gestão de forma eficiente para todos. Assim, vimos aqui no Conecta SUS elementos que nos permitem uma visão boa de como fortalecer uma gestão eficiente, transparente, qualificada e detalhada.

Resultados práticos
Leonardo Vilela apresentou exemplos da importância do uso dos dados oferecidos pelo Conecta SUS. “Pelo sistema pudemos descobrir com antecedência a iminência de um agravamento dos casos de influenza em Goiás. Assim, agimos rápido e antecipamos a oferta de vacinas para nossa população”, citou.

Outro exemplo citado é relativo à mortalidade infantil. “Por meio desse sistema, percebemos que 76% da mortalidade infantil em Goiás ocorrem em 30 municípios, especificamente. Essa avaliação permitiu que buscássemos a qualificação de profissionais de saúde nessas localidades e a compra de equipamentos para salas de parto desses municípios, bem como a assistência e transporte do recém-nascido. Estamos investido nesses pontos”, salientou.

A missão da Dinamarca faz parte de cooperação Setorial Estratégica Internacional entre Brasil e Dinamarca, para apoiar a gestão eficiente da saúde no Brasil. Essa cooperação visa assegurar acesso rápido e universal a serviços e produtos de saúde de qualidade, por meio do apoio ao desenvolvimento de uma gestão da saúde mais eficiente no Brasil. O apoio nessas áreas ajudará o MS no atual processo de elaboração de uma estratégia de e-saúde e apoiará a implementação da Política Nacional de Informação e Informática em Saúde (PNIIS).

visitadinamarca03