Menu

Comitiva de Moçambique conhece Conecta SUS e unidades da SES-GO

09 fev 2017 | Notícias

Foi a segunda comitiva internacional recebida pela equipe da Saúde Goiás nesta quinta-feira

Uma quinta-feira prestigiada para a Saúde de Goiás. Depois da comitiva da Dinamarca, representantes de Moçambique conheceram, neste dia 09 de fevereiro, o Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde – Conecta SUS Zilda Arns Neumann. As duas comitivas internacionais também visitaram unidades de saúde da rede pública estadual – Hugo, Crer e Credeq.

No Conecta SUS, os representantes de Moçambique foram recepcionados pelo chefe de gabinete da SES, Francisco Lobo, e pelo gerente do Conecta, Jean Pierre Pereira. Estiveram no local o diretor nacional do Ministério da Saúde, António Guilherme Mujovo, o diretor geral do Hospital Central de Maputo (capital de Moçambique), João Carvalho Fumane, a diretora do Hospital Psiquiátrico Infulene, Serena Percina Gonçalves, e o membro do Conselho Superior da Comunicação Social, José Guerra Simão.

O gerente Jean Pierre apresentou todos os sistemas e explicou sobre o trabalho de monitoramento dos indicadores de saúde realizado no Centro de Informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO).

O diretor João Carvalho Fumane explicou que a visita a Goiás foi motivada pela experiência da gestão de hospitais públicos por Organizações Sociais. Segundo ele, há um processo de reforma no serviço de saúde pública no País e eles ficaram sabendo do modelo implantado em Goiás, que tem sido um modelo para o Brasil. “De fato temos um hospital que preza pela eficiência e pela utilização racional dos recursos, uso adequado dos indicadores e seguindo os procedimentos para um hospital”, declara Fumane.

Sobre o Conecta SUS, o diretor geral do Hospital Central de Maputo disse que o que viu é impressionante. Para ele, o fato de o gestor ter disponibilidade de informação já é um passo muito grande para uma excelente gestão e ter informação em tempo real é ainda muito melhor. E acrescenta: “É possível tomar decisões com base em informação real, e são decisões tanto imediatas, como de médio prazo e, mais importante, decisões estratégicas, de longo prazo. É impressionante a qualidade de informações que aqui é produzida, a forma como é gerida e a forma como é disponibilizada para o público, o que também é uma das formas de garantir a transparência na gestão do serviço de saúde”, finaliza o diretor de Moçambique João Carvalho Fumane, dizendo que pretende copiar rapidamente o sistema de monitoramento de equipamentos hospitalares em seu hospital.

Responsabilidade
Para o gerente do Conecta SUS, Jean Pierre Pereira, as visitas desta quinta-feira comprovam que o Centro de Informações da SES tem se destacado no Brasil e até internacionalmente e faz com que a responsabilidade com a quantidade e a qualidade das informações avance cada vez mais. “O Conecta SUS tem chamado a atenção não só pela robustez de dados, mas pelo fato de ter informações atualizadas em um tempo muito próximo da realidade e, ainda, pela forma como traduz estes indicadores para que todos tenham acesso e os entendam”, avalia o gerente. Jean revela, ainda, que a visita da comitiva da Dinamarca ao Conecta SUS não estava no roteiro dos técnicos, mas que depois de conhecer o trabalho eles querem incluir o projeto na cooperação Setorial Estratégica Internacional entre Brasil e Dinamarca.