Menu

Cientistas francesas ministram curso para técnicos do Conecta SUS

13 jan 2017 | Notícias

Traduzir informações em Saúde por meio de mapas e estatísticas é fundamental para promover políticas públicas que melhorem a vidas das pessoas. É com esse objetivo que o Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde Zilda Arns Neumann (Conecta SUS) utiliza a ferramenta francesa conhecida como Géoclip, que ajudar a monitorar os indicadores de Saúde e auxilia na tomada de decisão do gestor da área. Duas cientistas francesas vieram a Goiás, entre segunda e quarta-feira, 9 e 11 de janeiro, para ministrar curso aos técnicos do Centro sobre a nova versão da ferramenta.

Elodie Bergonnier e Eugénie Clement são cientistas de dados e estiveram com os profissionais do Conecta SUS explicando as novas funcionalidades do Géoclip. Segundo elas, as estatísticas, gráficos e mapas gerados pelo sistema melhoram as análises, o que é importante para promover políticas públicas em Saúde que supram a necessidade dos cidadãos.

Esse sistema é utilizado pelo Ministério da Saúde da França e suas agências regionais, o Sistema de Saúde da Inglaterra e outros países como Estados Unidos, Austrália, Chile, Canadá, Secretariado Geral da Comunidade do Pacífico (ONU), dentre outros. O Géoclip também é usado em outros setores, como na gestão do Ministério de Esporte e Agricultura da França e em grandes empresas privadas. A ferramenta possibilita o acesso online a grandes bases de dados.

Um importante benefício da nova versão é a maior agilidade, o ganho de tempo dos técnicos que alimentam o sistema. “Atualmente a alimentação do sistema é mais flexível, dinâmica e interativa. Na versão anterior, a preparação para atualizar o banco de dados era mais demorada”, comenta Elodie Bergonnier.

Outra novidade é que essa nova versão conta com a plataforma Mobile, o que facilita o acesso por meio de smartphones e tablets. Esta extensão foi projetada para atender as necessidades específicas do usuário de um geo-mobili como ferramenta de tomada de decisão.“O secretário pode ver todos os indicadores de saúde no próprio celular ou tablet. Isso possibilita uma resposta rápida para promover promoção em Saúde”, explica Alan Kardec de Lima Filho, coordenador de Informação em Saúde da SES-GO. Também qualquer cidadão pode ter acesso aos dados pelo portal da secretaria.

As atualizações da ferramenta também facilitaram a alimentação dos dados pelas regionais de Saúde e municípios, dando prioridade a determinadas informações. “Eles podem produzir seus próprios mapas sem precisar da sede para realizar qualquer alteração. Por exemplo, se uma determinada regional possui um índice de cobertura pré-natal inferior ao que é preconizado pelo Ministério da Saúde. Diante disso, esse indicador poderá ser melhor avaliado”, comenta Alan.

Os benefícios também se estendem à área acadêmica, com relatórios mais customizados, informações e estatísticas mais descritivas, o que auxilia a comunidade acadêmica.

O Géoclip é usado desde 2005 pela secretaria, em uma parceria entre a SES-GO e o governo de Quebec, do Canadá. O objetivo é facilitar a representação das informações de Saúde com mapas. Com a criação do Conecta SUS, o sistema passou a ser utilizado de maneira sistemática.

Impressionadas com o Conecta SUS
As cientistas de dados francesas disseram que ficaram impressionadas com a quantidade e qualidade das informações usadas no Centro da SES. Além disso, avaliaram que a equipe multiprofissional do Conecta SUS e a atitude proativa das pessoas que trabalham para alimentar o sistema são pontos importantes para a eficiência do trabalho.